Português, Natural de Ponte de Lima, onde nasceu, cresceu e vive até a atualidade. Iniciou a prática desportiva em 1993 com apenas 4 anos na Natação, na Escola Desportiva Limiana onde treinou durante 9 anos. Em 2001 como uma nova experiência e para ocupação do tempo livre no verão entrou para as férias desportivas no Clube Náutico de Ponte de Lima, sendo posteriormente convidado a integrar a competição e treinar durante o inverno. O seu primeiro Título Nacional foi em 2004 em K2 Cadete, vencendo as 3 etapas do Campeonato Nacional de Promessas (atual C.N. de Esperanças).

Em 2005 começou a obter os seus primeiros títulos em K1. Esse ano foi muito importante, pois, foi nesse ano que conseguiu integrar pela primeira vez a equipa nacional de Cadetes, onde fez a sua primeira prova internacional (Festival Olímpico da Juventude Europeia, Lignano - Itália), participou em K1 e K4 nas distâncias de 1000mts e 500mts. Obtendo como sua primeira medalha internacional a Medalha de Ouro em K4 500mts.

No seu primeiro ano de Júnior (2006) integrou novamente a equipa nacional da, onde participou no Campeonato da Europa de Juniores realizado em Atenas, Grécia. Obteve um 6º lugar em K4, 500mts e um 9º lugar em K4, 1000mts. Ao terminar a época foi campeão nacional em K1, 1000mts e 500mts com bons tempos em ambas as distâncias. Em 2007, apostou mais na sua preparação individual com o seu treinador com vista a participação no Campeonato da Europa e Campeonato do Mundo de Juniores. Num ano em que o Mundial se realizou antes do Europeu conseguiu excelentes resultados com um 5º e 6º lugar em K1, 500mts e 1000mts respetivamente no Mundial realizado na República Checa. Terminou a época com um título de campeão da Europa de juniores em K1, 1000mts e um 2º lugar no K1, 500mts.

Em 2008, já como sénior, foi para a residência universitária em Montemor-o-Velho e esteve a estudar fisioterapia. Não conseguiu adaptar-se pois não conseguia conciliar os estudos com a vida desportiva. Foi o ano em que obteve menos resultados internacionais. Com um 7º lugar no europeu de sub-23 em K2, 1000m.

Em 2009, foi o ano em que voltou a competir em K1 ao mais alto nível. Ano em que conquistou o título europeu em K1, 1000mts sub-23, obteve a sua primeira internacionalização como sénior absoluto com um excelente 8º lugar em K1, 1000mts no Campeonato da Europa e ainda sagrou-se Vice-Campeão do Mundo de maratonas em K1, sub-23. 2010 foi um ano de algumas experiências em termos de embarcações de equipa nacionais. Competindo em K2, 1000mts e K2, 500mts nos campeonatos da Europa de seniores e de sub-23 onde obteve o título europeu de K2, 500mts sub-23 e no Campeonato do Mundo sagrou-se Vice-Campeão do Mundo de seniores também em K2, 500m. Para finalizar a época participou ainda no Campeonato do Mundo de maratonas onde obteve um 3º lugar em K1, sub-23.

Em 2011, realizou uma das suas melhores épocas onde conquistou um total de 10 medalhas internacionais 4 em Europeus e 6 nas Taças do Mundo onde se destacam a Medalha de Bronze em K1, 1000mts no campeonato da Europa de seniores, o título europeu na mesma competição em K4, 1000mts e ainda a Medalha de Prata em K1, 1000mts no europeu de sub-23. Neste ano obteve ainda o APURAMENTO OLÍMPICO PARA LONDRES 2012 EM K1, 1000mts no Campeonato do Mundo de velocidade com um honroso 8º lugar 2012 foi o ano da sua estreia Olímpica.

Começou a época internacional com a conquista da única vaga europeia para os Jogos Olímpicos de Londres 2012 em K2, 1000mts com o seu colega de seleção Emanuel Silva. Após essa conquista toda a energia e concentração voltou-se única e exclusivamente para os Jogos Olímpicos, abdicando da participação no Europeu de velocidade que antecedia os Jogos Olímpicos.

Os Jogos Olímpicos foi um dos momentos mais marcantes na carreira deste jovem atleta com 23 anos, não foi só a sua estreia em JO, mas também a conquista da Medalha de Prata em K2, 1000mts com o Emanuel Silva que deixou o Portugal orgulhoso com esta grandiosa conquista. Fernando Pimenta foi ainda o porta-estandarte da bandeira portuguesa na cerimónia de encerramento dos JO. Recorde-se que esta foi a primeira medalha da canoagem em Jogos Olímpicos e a única medalha Olímpica conquistada em Londres 2012 pela comitiva portuguesa.

Após uma magnífica e grandiosa receção no aeroporto e na Vila de Ponte de Lima, Fernando Pimenta abdicou de umas férias e começou a preparar-se para o Mundial de maratonas que se realizava em menos de um mês e meio onde conseguiu conquistar 2 medalhas, uma medalha de prata em K1, sub-23 e no dia seguinte uma medalha de bronze em K1, sénior.

Em 2013 iniciou a sua preparação para começar da melhor forma o novo ciclo Olímpico. A sua aposta para esse ano passava por voltar a competir ao mais alto nível em K1. Todavia a aposta da federação foi o K2 e K4 1000mts que não seriam compatíveis com a prova de K1, 1000mts.

Mesmo assim conquistou 7 medalhas internacionais, 3 medalhas em Taças do Mundo, 2 medalhas de prata no Europeu de Velocidade e 2 medalhas de ouro nas Universiadas. Um dos momentos mais marcantes desta época foi no Europeu de Velocidade que se realizou em Portugal na prova de K1, 5000mts onde conquistou o título de Vice-Campeão Europeu, com uma bancada repleta de gente a vibrar com a prova e a gritar pelo seu nome.

Nas Universiadas, consideradas a prova rainha das competições para atletas-estudantes universitários onde estão presentes diversas modalidades de praticamente todos os países do mundo Fernando Pimenta conquistou duas medalhas de Ouro em K1 1000mts e K1 500mts, duas das quatro medalhas conquistadas por Portugal e as únicas medalhas de Ouro.

Devido a alguns contratempos teve de abdicar do mundial de velocidade e começar a pensar na preparação da época de 2014.

Estatísticas

67%
Títulos Nacionais
33%
Títulos Internacionais
30%
Medalhas Ouro
36%
Medalhas Prata
33%
Medalhas Bronze